SEREMOS NÓS COMIDAS DE BURACO NEGRO?

Sim, ainda estou por este mundo!

Depois de ouvir, de alguns amigos, até de professores, coisas como “caralho, sabia que tem cientistas criando um buraco negro que vai engolir a terra?”, ou então “vão criar um buraco negro que vai destruir a terra, alguém tem que para isso”, resolvi escrever sobre isso. Cansei de dar respostas como “vamos torcer para que alguma autoridade entenda o perigo dessas pesquisas”, para não gastar tempo explicando tudo. Os estudos abaixo não fui eu quem fez, é obvio, só estou colocando de uma forma mais simples.

Pra introduzir o assunto, segundo a UFMG buraco negro é:

Uma região do espaço onde o campo gravitacional é tão forte que nada sai dessa região, nem a luz; daí vermos negro naquela região. Matéria (massa) é que “produz” campo gravitacional a sua volta. Um campo gravitacional forte o suficiente para impedir que a luz escape pode ser produzido, teoricamente, por grandes quantidades de matéria ou matéria em altíssimas densidades.

Mas diga logo Fábio, qualé a desse buraco negro?

É o seguinte, cientistas estão fazendo alguns experimentos no LHC (maior acelerador de partículas do mundo), com feixes de prótons (+), a 99,9% da velocidade da luz em direções opostas, para que eles se choquem. O acelerador é um túnel redondo de 27 km, então os prótons se chocam mais ou menos umas 40 milhões de vezes por segundo, isso pode gerar buracos negros.

Os buracos negros criados no LHC mediriam apenas 0,0000000000000001 centímetros e, não viveria número o dobro menor que o anterior de segundos. Respondida parte da questão.

Caso esses buracos se mantenham estáveis, o que será bem mais difícil de acontecer, ainda assim não estaríamos aqui para poder ver a terra ser devorada. Sem enrolar com números: Para um buraco desses chegar a um miligrama levaria mais tempo que a idade do universo inteiro.

 

Curioso: O buraco negro ‘puxa’ a toda a partícula por um caminho espiral, nesse exato momento nossa galáxia está girando em torno de um buraco negro com um diâmetro 130 vezes maior que o do sol.

Buraco Negro é uma “coisa,
que de negro tem tudo,
mas de buraco não tem nada.

Prof. Renato Las Casas (13/12/99).

E vo-lo disse!

 

 

Anúncios